Árvores tóxicas para abelhas e beija-flores estão sendo substituídas em Pinhalzinho

O tronco apresenta um diâmetro de 30 a 50 centímetros com folhas grandes

08 de Abril de 2021

 

A árvore da espécie Spathodea originária da África é de crescimento rápido, seu porte pode atingir até 30 metros de altura. O tronco apresenta um diâmetro de 30 a 50 centímetros com folhas grandes, e raízes agressivas.

O médico veterinário da prefeitura de Pinhalzinho, Adriano Ely, expressa que essa planta produz flores com uma substância altamente tóxica aos insetos que a frequentam, como abelhas e beija-flores.

Buscando solução para o problema o secretário de indústria e comércio Elmo Zanchet, frisa que haverá a substituição por outras espécies nativas, sem causar problemas ao meio ambiente.

 

Últimas notícias