Preso em Pinhalzinho, acusado de matar enfermeira será julgado no RS

O réu é ex-marido e pai da filha da vítima

13 de Setembro de 2021

Está marcado para acontecer nesta terça-feira (14), na cidade de Frederico Westphalen o júri popular que visa dar uma resposta, sobre o caso envolvendo a morte de uma enfermeira chamada Camila Centenaro. O fato aconteceu no Rio Grande do Sul em 2019.

Conforme o grupo Chiru, o acusado é ex-marido e pai da filha da vítima que na época tinha três anos de idade. Ele foi preso no mês de abril do ano passado no município de Pinhalzinho, numa ação conjunta entre policiais civis locais e do estado gaúcho.

A denúncia é feita pelo Ministério Público. Representando a família de Camila estão os advogados: Marília Dalla Lana Zancan e Luiz Geraldo Gomes dos Santos.

 

Últimas notícias