“Para nossa equipe é o sexto jogador” diz o presidente da Pinhalense com a volta do público

Com a reta final das competições, Sérgio Mazonetto convida os torcedores a irem apoiar o time nos jogos

24 de Setembro de 2021

Após a presença do público liberada aos ginásios de esportes, os times podem finalmente contar com o calor da torcida durante os jogos e sonhar em levantar troféus junto com eles. Esse sonho é alimentado dia a dia pela Pinhalense, que ano passado foi campeã sem poder vibrar ao lado dos torcedores e familiares.

Para este ano a equipe está viva na disputa pelo bicampeonato da Liga Catarinense, jogará a semifinal da Copa Catarinense contra a Adaf Saudades e ainda tem pela frente os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), o Brasileiro de Ligas e a Copa do Campeões, esta última que tem início neste final de semana, onde em dois jogos contra o time de Fraiburgo.

O presidente da Pinhalense, Sérgio Mazonetto, comenta sobre o retorno da torcida, onde que no jogo do último sábado (18) contra Maravilha, pouco mais de 100 pagantes, mais os sócios torcedores, estiveram presentes no Centro de Eventos. “Como foi liberado agora, nós entendemos em duas situações, o pessoal ainda não está muito confiante em estar no ginásio ou um evento, mas acredito eu que aos poucos ela vai retornar à normalidade. Nós temos aí a importância logicamente da desse público que vem nos ajudar também financeiramente, tudo ajuda até porque final de ano vai afunilando todo clube têm suas despesas, com certeza agora com a volta ao público e a cobrança de ingresso isso vai nos ajudar muito na questão de receita. Mesmo que tenha a transmissão dos jogos, é importante o torcedor estar no ginásio, pois para nossa equipe é o sexto jogador, isso só vem a somar para o nosso time” destaca Mazonetto.

Com todas essas competições para disputar, o presidente do time confia no grupo de atletas para chegar na decisão de todas elas. “Eu falava esses dias com o nosso grupo de atletas que a nossa grande preocupação é de estarmos nestas cinco competições e afunilar, é o que vai acontecer, mas graças a Deus a gente está com um grupo de atletas grande, com 16 para 18 jogadores com o pessoal da base, isso vai nos ajudar muito nessa reta final e de todas as competições” analisa o mandatário.

Últimas notícias