Quase 9 mil internos do sistema prisional e socioeducativo fazem provas do Encceja

Os questionamentos são destinados a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada

13 de Outubro de 2021
  • Ouvir

    Quase 9 mil internos do sistema prisional e socioeducativo fazem provas do Encceja

  • Quase 9 mil internos do sistema prisional catarinense fazem as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL) nesta quarta e quinta-feira, dias 13 e 14. Por meio do exame, os participantes têm a oportunidade de conseguir a certificação tanto para o Ensino Fundamental quanto para o Ensino Médio.

    Para o Secretário de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Leandro Lima, a oferta de ensino e de vagas de trabalho são fundamentais para a reabilitação social.

     – Ao resgatar escolaridade os custodiados demonstram uma visão de si mesmo bastante diferenciada. Atividade escolar associada a atividade laboral, capacitação profissional em larga escala, assim como atividades controladas, disciplina com horário para entrada e saída faz com que esses custodiados passem a ter uma outra visão de mundo, isso é bastante importante ao processo de ressignificação do sistema prisional, e da paz social pretendida por toda a sociedade catarinense. E que ela representa de fato essa mudança de olhar, essa mudança de pensamento e sobretudo, para que nós tenhamos possibilidade de reconstruir o sistema prisional a partir de novos ideias –.

    O participante é considerado habilitado para receber a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental ou Médio se atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento, além de 5 pontos na redação. A participação no Encceja PPL é voluntária, gratuita e destinada a jovens e adultos que não concluíram os estudos na idade apropriada.

     

    Últimas notícias