Caso do caminhoneiro tem prisão de suspeito

Homem foi preso na sexta-feira. Investigação prossegue

11 de Janeiro de 2019

Saudades - A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Pinhalzinho e da DPMu de Saudades, deu cumprimento a mandado de prisão temporária em desfavor de S.E.V.H., de 29 anos, nesta sexta-feira, 11. O homem  foi preso em Chapecó e não é morador da região de Pinhalzinho.

O investigado preso encontrava-se com paradeiro desconhecido desde o fim de semana do desaparecimento de Ezequiel Fernando Schneider, há cinco dias, e foi localizado no município de Chapecó. Sendo que o caminhão foi encontrado  na terça-feira, 08, em Saudades.

Em que pese a prisão cautelar do suspeito, as investigações continuam.

Após o seu interrogatório e demais procedimentos policiais, o preso foi encaminhado à Unidade Prisional Avançada - UPA de Maravilha/SC.

Segundo o delegado Arthur Lopes, que preside a investigação, o desaparecimento do caminhoneiro ocorreu no percurso entre sua última parada no sudoeste do Paraná e Chapecó/SC. "Ocorreu ainda a subtração das rodas de seu caminhão, as quais foram substituídas por outras de qualidade muito inferior".

O CASO

Ezequiel Fernando Schneider é morador de Cruzeiro do Sul, próximo a Lageado, na regiã do Vale do Taquari, e está desaparecido desde a noite do último sábado (5). O caminhoneiro, realizava viagem entre os municípios de Itumbiara (GO) e Chapecó (SC). A previsão de chegada na cidade catarinense era para a manhã desta segunda – feira (7).  A família tentou contato com ele desde domingo, sem sucesso.

Segundo as informações apuradas, ele jantou em Pranchita/PR, na noite de sábado, 05, em um Posto de Combustíveis de onde partiu por volta da 1h da manhã.

Por meio de rastreador, o caminhão que Schneider dirigia foi localizado em um posto de combustíveis, as margens da BR-282, em Saudades, no distrito de Juvêncio, onde estava estacionado desde a manhã do domingo, com a carga intacta.

A Polícia foi acionada e deparou-se com vestígios de sangue na cabine. As rodas e pneus, que eram novos, haviam sido trocados por itens velhos. O botijão de gás, o rádio e o dinheiro foram levados. A carga permaneceu no veículo.

 

DESABAFO

 

Joice, a irmão do caminhoneiro Ezequiel Fernando Schneider, conversou com a reportagem da RCO na noite de quarta-feira, e pediu orações e ajuda na localização. Além de Joyce, estão na cidade a esposa de Ezequiel, o irmão dela e o filho. Na conversa, Joyce relatou a angustia vivida pela família desde o fim de semana quando perderam o contato com Ezequiel. Acesse o player e ouça a reportagem.

Na noite de quarta-feira, o delegado Delegado de Pinhalzinho, Arthur de Oliveira Lopes, atendeu a reportagem da RCO e disse que os trabalhos estão adiantados e evoluindo bem, mas preferiu não dar nenhuma declaração ou entrevista sobre o caso.

Últimas notícias