Universitários do Projeto Rondon estão realizando ações no Oeste catarinense

Há 6d

Pelos próximos dez dias várias cidades da região da Associação dos Municípios do Oeste catarinense (AMOSC), vão receber universitários de várias regiões do país com o projeto de extensão Rondon. O objetivo do projeto criado pelo Ministério da Defesa é contribuir para a formação dos jovens universitários como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades. Em Santa Catarina, o projeto é organizado pela Udesc. 

A abertura oficial do programa ocorreu na noite de quarta (10), no CTG Porteira do Pinhal. Durante o período na região Oeste, os jovens vão desenvolver atividades nas áreas de extensão em: meio ambiente, cultura, educação, trabalho, direitos humanos e justiça, entre outros. Para o coordenador do projeto Fabio Napoleão, o momento serve para trocar experiências e interações com a comunidade.    

- A ação extensionista Rondon é um sucesso, onde muitos consideram o projeto como o maior da américa latina. Vamos desenvolver oficinas nesses municípios, contando com uma equipe multidisciplinar. É uma interação dialógica onde todos ganham, a universidade se fortalece e aprende muita coisa com os munícipes, e torna a formação desses estudantes, em algo mais interessante e plausível em relação ao mercado – explica o coordenador.

Em Santa Catarina, o projeto Rondon passou por 165 municípios dos 295 que o estado tem. A Capital da Amizade recebeu na abertura estudantes e profissionais de várias regiões do país. O professor Alfredo Balduino que acompanha os jovens afirma que a ação aproxima a sociedade das universidades brasileiras.

- A perspectiva é sempre a melhor possível, fazendo essa aproximação de universidade e sociedade. Hoje estamos aqui na Capital da Amizade, e já nos sentimos como pessoas dessa terra. Esse é o objetivo, congregar esses universitários e professores numa ação única de extensão para aproximar a sociedade de nossas universidades – comenta Balduino.

Últimas notícias