Atual secretário de Saúde também é suspeito de atuar na compra de respiradores

Confira a entrevista com os deputados Fabiano da Luz e Marcos Vieira

22 de Maio de 2020
  • Ouvir

    Atual secretário de Saúde também é suspeito de atuar na compra de respiradores

  • A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou um pedido de afastamento do atual Secretário de Saúde do Estado André Motta Ribeiro. Segundo os parlamentares, ele participou da compra de respiradores pulmonares por R$ 33 milhões com dispensa de licitação. Essa aquisição é investigada.

    A autoria da solicitação é da comissão especial que acompanha os gastos do governo com a pandemia de coronavírus. Como ressalta Marcos Vieira, presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa. “A situação é muito séria, nós acabamos constatando também que o André Motta participou sim da compra dos respiradores, em dois momentos, o primeiro foi quando ele assinou a comunicação interna de número 950 do dia 26 de março, aonde ele solicita a diretoria de licitação que faça a compra de 200 equipamentos de uma empresa de Joinville que representa uma fábrica do Panamá”, esclareceu.

    Em entrevista o deputado estadual Fabiano da Luz pontuou sobre essa situação. “Com relação as denúncias das compras do Governo do Estado neste período de pandemia, recebemos uma documentação comprovando de que o até então secretário adjunto, e atual secretário de saúde, recebeu uma notificação de uma empresa confirmando que era a detentora dos direitos de venda no Brasil destes respiradores, denunciando que a Veigamed não tinha esses equipamentos, que não entregaria e que era uma fraude, e mesmo sendo notificado não tomou providências”, disse.

    Ouça a entrevista completa no player.

     

    Últimas notícias