Sociedade Brasileira de Pediatria aponta que faltam leitos de UTIs neonatal em SC

Na região Oeste, são apenas 18 UTIs neonatal, 10 em Xanxerê e 8 em Chapecó.

29 de Maio de 2020
  • Ouvir

    Sociedade Brasileira de Pediatria aponta que faltam leitos de UTIs neonatal em SC

  • Uma pesquisa apontou que o estado de Santa Catarina disponibiliza poucos leitos de Unidades de Terapia Intensivas neonatal (UTIs). São apenas 157 vagas nos hospitais públicos catarinenses. Na região do Grande Oeste, são 18 UTIs – 10 em Xanxerê e 8 em Chapecó. Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) o estado precisa de pelo menos mais 180 leitos.

    Em contato com a direção dos hospitais da região, a deputada estadual Luciane Carminatti, encaminhou um pedido para o governador Carlos Moises, solicitando que a região seja contemplada com novas UTIs neonatal.

    “É preocupante, e isso ocorre já um bom tempo. Nos últimos três anos os hospitais têm 100% de ocupação dessas UTIs. Muitas vezes os recém nascidos precisam ser deslocados para outras regiões do estado, aonde tem vagas disponíveis. Fizemos um contato com o governador, e pedimos para que seja viabilizado mais leitos aqui no grande Oeste. Podemos fazer essa ampliação no hospital de São Miguel do Oeste, na qual desafogaria o atendimento em Xanxerê e Chapecó. É uma luta fundamental e precisamos somar forças”, explica a deputada.

    Últimas notícias