Mãe que agredia filha de quatro anos é indiciada pela polícia em SC

Realizada a perícia, foram constatadas várias marcas de golpes no corpo da menina

06 de Agosto de 2020

 

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Criciúma concluiu um inquérito policial no qual se investigavam suspeitas de agressões a uma criança de quatro anos, em Criciúma.

Segundo denúncias anônimas de vizinhos, eram ouvidos gritos e choros da criança frequentemente, além de serem vistas marcas de machucados. O Conselho Tutelar foi acionado. Realizada a perícia, foram constatadas várias marcas de golpes no corpo da menina, como na cabeça, peito, costas, braços e coxas, incluindo marca de mordedura.

A criança foi afastada da investigada, estando com uma guardiã até decisão final do processo. De acordo com a investigação, as agressões eram praticadas com o intuito de causar sofrimento à criança, sem propósito educativo. Segundo o delegado Fernando Guzzi, a conduta da genitora foi enquadrada como “tortura castigo”, crime equiparado a hediondo, com pena prevista de até 10 anos de reclusão. Se condenada, ainda poderá ser decretada a perda definitiva do poder familiar.

Últimas notícias