Polícia prende pai que estuprava filha há quatro anos em sítio catarinense

O caso teve acompanhamento do ex-delegado de Pinhalzinho Arthur de Oliveira Lopes

13 de Janeiro de 2021

 

A Divisão de Investigação Criminal – DIC, prendeu um pai que estuprava sua própria filha há quatro anos. 

Entenda:

Após informações de que um dos autores de um crime de duplo homicídio ocorrido em São José no final do ano de 2020 estava foragido em um sítio no município de Angelina, com o apoio da Delegacia de Polícia de Santo Amaro, os agentes se deslocaram até o local, a fim de dar cumprimento ao mandado de prisão em desfavor de um homem de 36 anos.

Ao confirmarem, visualmente, a presença do suspeito no referido local, as equipes adentraram na propriedade, ocasião em que, ao perceber a chegada da polícia, o cidadão empreendeu fuga e se embrenhou no meio do mato. No local também estava um idoso de 64 anos e sua filha, de 14 anos de idade, que afirmavam residirem ali.

Ocorre que, enquanto alguns policiais empreendiam buscas, na tentativa de encontrar o indivíduo, outros permaneceram acompanhando o senhor e a menor, ocasião em que perceberam comportamento estranho da adolescente.

Em razão de tal comportamento, uma policial feminina se aproximou e iniciou uma conversa com a menina, a qual relatou que vinha sendo abusada sexualmente há pelo menos quatro anos por seu genitor e que, inclusive, naquele dia havia sido abusada.

A adolescente, após os procedimentos devidos, tais como exames e perícias, foi entregue a familiares, que se comprometeram em acompanhar o caso e realizar novos exames. Foi apreendido ainda no local, uma espingarda Calibre 36, munições e drogas.

Com relação ao fugitivo ele foi detido e já está sob custódia e a disposição da Justiça. O caso teve acompanhamento do ex-delegado da Comarca de Pinhalzinho Arthur de Oliveira Lopes.

 

 

 

Últimas notícias