PublicidadeTaça RCO

Senado aprova projeto que proíbe "saidinhas" de presos em datas comemorativas

O projeto só permite a saída se o detendo for estudar, fazer curso supletivo, por exemplo.

Gilmar Bortese
Por Gilmar Bortese
21/02/2024, 18:13
Atualizado há 2 meses
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Governo liberou a bancada para votar como quisesse (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)Governo liberou a bancada para votar como quisesse (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)


Foi aprovado pelo Senado nesta terça-feira (20), o projeto que acaba com a saída temporária dos presos, conhecida como “saidinha” em feriados e datas comemorativas. 62 senadores votaram a favor – 2 contra e um não votou. O governo liberou a bancada para votar como quisesse. 

O projeto só permite a saída se o detendo for estudar, fazer curso supletivo, por exemplo. O texto ainda deve passar por uma nova votação na Câmara antes de virar lei. A discussão para estringir as saídas temporárias vem desde 2013.

De acordo com o levantamento realizado pelo g1, a saída temporária de Natal de 2023 – a mais recente concedida – beneficiou pouco mais de 52 mil presos. Desses, 95% (49 mil) voltaram às cadeias dentro período estipulado. Os outros 5% (pouco mais de 2,6 mil), não.

Relacionadas: