PublicidadeTaça RCO

Alta nos casos de dengue e covid ligam alerta para a população

Pessoas com sintomas devem procurar a uma unidade de saúde

Felipe Eduardo Zamboni
Por Felipe Eduardo Zamboni
28/03/2024, 13:07
Atualizado há 26 dias
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Fumacê vem sendo aplicado em vários pontos da cidade para tentar combater o aedes aegypti (Foto: Divulgação/DIVE)Fumacê vem sendo aplicado em vários pontos da cidade para tentar combater o aedes aegypti (Foto: Divulgação/DIVE)

O aumento de casos de covid e principalmente de dengue ligaram o alerta mais uma vez de todo o setor de saúde. Em Pinhalzinho medidas já vêm sendo tomadas para que a situação possa ser controlada e que uma nova epidemia não se repita, como foi em 2016.

A coordenadora da vigilância epidemiológica em Pinhalzinho, Ivanete Althaus, participou do programa Radar nesta manhã de quinta-feira (28) e explicou como está a situação na Capital da Amizade.

“Estamos muito próximos de uma nova epidemia, os casos estão avançando rapidamente, especialmente de dengue. O covid também precisa atenção, pois estamos chegando perto do inverno, mas hoje há mais casos de dengue em Pinhalzinho”, disse ela.

A profissional da área de saúde ressaltou que a Dengue é mais perigosa que o covid, principalmente por não ter vacinas para toda a população e reforçou que é preciso ir ao médico quando houver sintomas, até porque outras doenças como a influenza também circulam pela população.

“Atualmente a dengue está mais perigosa, pois infelizmente os mais novos e os idosos, que são mais vulneráveis, não estão no grupo de quem pode receber a vacina. Outro ponto importante é que não se  pode esconder quais sintomas tem, pois para poder identificar se é dengue ou covid, o médico precisa saber exatamente o que está sentindo”, relata Ivanete. 

Relacionadas: