Bebê com malformação rara precisa de ajuda da comunidade

Helena Baumgratz recebe acompanhamento 24 horas

Henrique Paulo Koch
Por Henrique Paulo Koch
08/11/2023, 19:19
Atualizado há 8 meses
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Helena ficou 85 dias na UTI (Foto: Arquivo pessoal)Helena ficou 85 dias na UTI (Foto: Arquivo pessoal)

Uma corrida contra o tempo! A bebê Helena Baumgratz, luta a cada segundo para sobreviver, após nascer em julho com uma malformação na cabeça rara a nível mundial. Ela respira com ajuda de aparelhos e precisa de cuidados 24 horas por dia e os pais se desdobraram entre idas e vindas a hospitais. 

A tia da criança, Leda Baumgratz, acompanha diariamente o estado da sobrinha e reforça que o tratamento tem um alto custo, sendo dividido com valores da família e alguns procedimentos através do SUS, mas nem tudo tem cobertura do Sistema Público de Saúde, por esse motivo o apoio da comunidade é necessário.

“Os pais se revezam no monitoramento da pequena, enquanto um dorme o outro fica observando o semblante dela por horas seguidas, pois ela não emite som, sem contar as várias cirurgias pela frente de reconstrução, além de seis sessões de fisioterapia por semana, sendo quatro no valor de R$ 400 pagas por eles”, disse. 

Ações voluntárias

Como forma de arrecadar valores, voluntários estão mobilizados em ações em prol da pequena. No próximo sábado, dia 11, acontecerá uma galinhada no tacho com início às 20h30 no ginásio do bairro Pioneiro. As fichas para o jantar podem ser adquiridas com o organizador Ademar Zimmer, Baixinho, pelo (49) 9.8843-3170 ou na portaria da Rádio Centro Oeste.

Outras formas de contribuir

Pix: 07642042973
CPF: 076.420.429-73
Ligia Baumgratz - Mãe da Helena

Relacionadas: