Governador de SC diz que cargas de doações para o RS estão sendo fiscalizadas

ANTT informou que seis caminhões foram notificados por excesso de peso, mas que autuações serão anuladas

Felipe Eduardo Zamboni
Por Felipe Eduardo Zamboni
09/05/2024, 09:58
Atualizado há cerca de 1 mês
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Governador catarinense foi as redes sociais pedir que haja bom senso neste momento (Foto: Reprodução/X Jorginho Mello)Governador catarinense foi as redes sociais pedir que haja bom senso neste momento (Foto: Reprodução/X Jorginho Mello)

No início da noite de quarta-feira (08) o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, publicou um vídeo em suas redes sociais ao lado de um servidor da Defesa Civil do estado, dizendo que as cargas de doações para o Rio Grande do Sul estavam sendo fiscalizadas e multadas pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

A situação gerou revolta do mandatário catarinense que disse não ser Fake News às informações que os caminhões estavam sendo notificados.

“Este vídeo é um apelo urgente: ANTT, não interrompa nem multe os caminhões carregados com doações para o Rio Grande do Sul. Faço este pedido após saber do servidor da Defesa Civil de Florianópolis, Samuel Vidal, que recebeu uma notificação por parte do órgão federal durante o transporte de doações aos irmãos gaúchos. Compreendo a importância das regulamentações e reconheço a responsabilidade dos servidores em cumpri-las. Mas neste momento crítico, precisamos de bom senso. Nenhuma norma deve sobrepor-se à missão fundamental de todo agente público: ajudar as pessoas”, disse Jorginho Mello no vídeo.

Após o vídeo de Jorginho Mello, o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, também se manifestou. Ele disse que o órgão já havia flexibilizado suas fiscalizações conforme estabelecido no Decreto Legislativo nº 236/2024, para facilitar o transporte de donativos e o deslocamento de passageiros na região.

Na terça-feira (07), a Agência Nacional de Transportes Terrestres havia noticiado que qualquer informação de bloqueio dos donativos eram Fake News. No entanto, seis caminhões foram multados por excesso de peso, mas a ANTT disse que as autuações serão anuladas

Relacionadas: