Moradora de Pinhalzinho descobre endometriose e comunidade une forças

Almoço beneficente busca ajudar financeiramente no tratamento de Marília

Henrique Paulo Koch
Por Henrique Paulo Koch
04/12/2023, 18:21
Atualizado há 3 meses
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Marília tem 31 anos e está ganhando apoio de amigos e da comunidade (Foto: Arquivo pessoal)Marília tem 31 anos e está ganhando apoio de amigos e da comunidade (Foto: Arquivo pessoal)

A moradora de Pinhalzinho, Marília Willms de 31 anos, há pouco tempo descobriu que possui uma doença chamada endometriose. O problema afeta mulheres e é um crescimento do tecido que reveste o útero, fora da cavidade uterina. Isso faz com que, na maioria dos casos, ela se enraíze em outros órgãos. 

“Descobri através de um exame de ressonância magnética. Quando mostrei o resultado para o ginecologista do posto, ele de imediato entrou em contato com um médico em Chapecó que me operou. A urgência se deu, justamente pelo risco de lesão ao rim, que infelizmente já estava com baixa função”, explicou.

Marília teve uma luta contra o tempo contando a descoberta até a cirurgia, foi menos de um mês, realizando diversos exames para localizar de forma total os locais afetados. Com a operação, os gastos hospitalares, e consultas a especialistas, as despesas já chegam perto dos R$ 90 mil.

“Por isso, estou contando com o apoio de meus familiares e amigos para arrecadar uma parte do valor, pois ainda tenho algumas etapas pela frente. Nesse momento faltam R$ 15 mil para o hospital e em janeiro vou passar por outro procedimento com anestesia geral e o orçamento está em mais R$ 5.200”, afirma.

Visando arrecadar fundos, membros da comunidade estão organizando um almoço beneficente que acontecerá no próximo domingo, dia 10/12 na sede dos caminhoneiros, haverá churrasco com buffet, sorteio de brindes e show de bandas. As fichas podem ser adquiridas com Júlio Gerhard através do telefone: (49) 9.9970-6711;

Desde já, agradeço muito à todas as pessoas que estão me ajudando de alguma forma. Com o apoio de vocês, esse momento de aflição tem se tornado mais leve e com a compreensão que fazer o bem, sempre se tem um retorno. Ninguém espera precisar um dia, e esse momento chegou para mim”, contou.

Relacionadas: