Alesc doará R$ 30 mi para auxiliar municípios e R$ 80 mi a projetos regionais

Parlamento doará mais R$ 80 milhões de seus recursos para o governo estadual utilizar em projetos voltados às regiões catarinenses

Gilmar Bortese
Por Gilmar Bortese
23/11/2023, 18:00
Atualizado há 3 meses
WhatsappFacebookTwitterTelegram
Valores foram definidos em reunião dos líderes de bancadas da Alesc na Presidência da Casa, nesta quarta (22) (Foto: ALESC)Valores foram definidos em reunião dos líderes de bancadas da Alesc na Presidência da Casa, nesta quarta (22) (Foto: ALESC)

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC), repassará R$ 30 milhões de seu orçamento para o governo do Estado, para auxiliar os municípios afetados pelas chuvas desde outubro. O anúncio foi feito pelo presidente da ALESC, deputado Mauro De Nadal (MDB), na tarde desta quarta-feira (22).

Ainda durante a reunião, foi definido que o Parlamento doará mais R$ 80 milhões de seus recursos para o governo estadual utilizar em projetos voltados às regiões catarinenses. A destinação desse dinheiro será definida pelas bancadas regionais da Assembleia.

O valor de R$ 30 milhões foi definido com base em levantamentos dos estragos.

“Nós fizemos uma reunião de líderes e dessa reunião resultou em levantamento dos prejuízos, com informações passadas por prefeitos, vereadores e lideranças. Com base nesse levantamento, repassaremos 30 milhões de reais e o Executivo disponibilizará outros 30 milhões com o propósito principalmente de recuperar estradas vicinais, pontes", explicou De Nadal.

Os R$ 30 milhões devem ser repassados pelo Estado para os municípios por meio de convênios simplificados, as TEVs (transferências especiais voluntárias), via Secretaria de Estado da Infraestrutura. Caberá aos municípios definir onde os recursos serão aplicados, com base em critérios definidos pelo governo do Estado.

Com relação aos R$ 80 milhões, Nadal explicou que esse recurso será dividido entre as seis bancadas regionais da Alesc, que indicarão ao Poder Executivo os projetos em que os recursos deverão ser investidos.

“Essa é uma inovação que construímos neste ano”, disse Nadal. “Esse dinheiro será doado para o governo de forma carimbada, de forma coletiva, ou seja, para ser investido em projetos regionais que serão indicados pelas bancadas.”

Relacionadas: